X-Ciência – Como funciona a buzina paralisadora?

Oi pessoal, este texto eu fiz na época da morte do nosso querido Chapolim, Roberto Gómez Baloñes. Achei que estava mais que na hora de soltá-lo aqui, já que para quem foi na CCXP viu o protótipo da peça do “Vermelhinho”.

Protótipo Iron Studios

Então, hoje eu quero falar da arma mais poderosa do universo. Anel energético luminar? Nem a pau, a buzina paralisadora!!

Utilizada pelo conhecido Chapolin Colorado, ela simplesmente pode paralisar qualquer coisa, congelando assim a pessoa ou objeto. Mas como funciona esta arma mortal? Quais são os benefícios e malefícios? Vamos estudá-lo em mais um X-Ciência!

PROBLEMAS DE PARAR O TEMPO


 

Aí você deve estar imaginando que ter o poder de parar o tempo é legal? Bom, acontece que se você parar tudo, TUDO, você vai ter alguns problemas. No caso do Hiro, do já extinto seriado HEROES, ele simplesmente parava tudo, mas acho que não era bem assim, vamos aos problemas:

1 – fótons vão parar de atingir seus olhos

Você enxerga porque fótons luminosos atingem os objetos e são refletidos para suas retinas. Quando você parasse o tempo você simplesmente iria parar de receber esses fótons, que estariam parados no ar e não acertariam sua retina. Na verdade seria algo bem interessante, se você andasse capturaria os fótons do ar e quando parasse não veria mais nada. Ou seja, seria uma escuridão até que você voltasse a andar.

2 – logo não haveria ar para respirar

Acontece que você paralisou as moléculas de ar, então ao respira-las, novas moléculas não ocupariam o espaço que você criou, criando um vácuo. Logo, você deveria andar (mais uma vez, ficar parado vai te matar e cegar) para capturar outras moléculas de ar.

3 – você atravessaria o chão!

Pelo menos esta seria divertida! Bem, acontece que ao parar tuuuudo você iria parar as moléculas de interagir, e os elétrons de circundar os átomos, e logo você ia parar o processos de repulsão que impede você de atravessar objetos, você empurraria os átomos para o lado como numa piscina de bolinhas.


4 – chegaríamos ao zero absoluto

Chamem o Hyoga de Cisne! O grau de agitação das moléculas chegaria a zero, seria então o famoso “zero absoluto”. Você congelaria tudo literalmente!

5 – vai totalmente contra a conservação de energia… 

E a energia? Simplesmente some? A energia vai para a buzina? Cria um potencial? O QUE ACONTECERIA? Enfim, se você parasse o tempo seria problemático!

Então todos os filmes/seriados/desenhos que assisti estão errados?


É absolutamente óbvio que não! Filmes/seriados/desenhos NUNCA mentem! Acontece que provavelmente eles não param totalmente o tempo, apenas numa escala macro. Ou, como o próprio nome da buzina já diz, Chapolim apenas “paralisa”.

Fora que se trata de uma paralisação bem selecionada. Ao que parece Chapolim cria um cone bem específico onde seleciona criteriosamente o que vai paralisar. Acredito que seja a primeira coisa ou objeto atingido/a pelo cone de ação da buzina.

Isso significa que apenas o alvo está sujeito às influências da “parada”. O que, graças à santa da informática (Santa Efigênia), nos facilita um bocado em explicar como essa budega funciona! “E então, como funciona a buzina?” vocês estão perguntando. Vamos lá.

HIPÓTESES:


1- A buzina cria uma gravidade gigantesca ao redor (como pequenos buracos negros) que distorce o espaço tempo.

Doido! Mas real! De alguma maneira a buzina pode estar distorcendo o espaço em torno do alvo. Conhece o paradoxo dos gêmeos ou conhecido também como Paradoxo de Langevin? Nela, separamos 2 gêmeos (acho que eles estavam cansados um do outro), um deixamos aqui de boa vendo TV, o outro mandamos pro espaço numa velocidade próxima da luz. Ao voltar, o tempo sofrerá uma distorção e o gêmeo viajante retorna mais novo que seu irmão. Uma prova que viajar rejuvenesce. Enfim, a buzina pode criar essa distorção acretando massa (talvez) no alvo e assim o tempo do alvo passaria tão lentamente que para ela o tempo congelaria.

 

2- A buzina move a pessoa perto da velocidade da luz

Como eu disse na hipótese anterior, ela pode distorcer o tempo da pessoa simplesmente movendo-a a velocidade da luz, o problema é porque ainda vemos a pessoa lá! A hipótese seja que ela é apenas um holograma. Quando a buzina devolve o movimento natural da pessoa ela para o movimento do alvo e “desliga” o holograma.

3- Esta é complicada, o espaço é discreto, a pessoa ficaria num nó do universo 

A idéia é supor que nosso universo é discreto, ou seja, quantizado e portanto temos várias realidades e dimensões. A buzina mudaria o espaço onde você está localizado para um onde certas leis físicas não funcionassem. Anulando assim os movimentos do “objeto” ou corpo.

 4- A minha favorita, a buzina coloca todas as partículas em bolhas onde anularia a ação dos campos

(Minha teoria favorita). Acontece que se se você anulasse todas as forças interagindo no corpo você “desmontaria” o objeto, exatamente como o Dr Manhatan faz em Watchmen. Ele não explodia a galera, ele desliga as forças físicas que mantinham o corpo unido, e logo… BLAARGHT… o corpo desmonta pois não há mais forças de ligação entre as moléculas e átomos (bizarro, mas não consigo parar de ver esse gif)

E eis que um amigo astrofísico e colega de trabalho desenvolveu esta brilhante teoria (obrigado, Daniel!). E se a buzina também fosse responsável por criar bolhas em torno das partículas desligando todos os processos físicos? Aí você diz “Mas você não acabou de dizer que o bicho iria explodir?”. Calma, padawan! Aí que entram as bolhas! Elas desligam a física dentro delas, criando um isolante entre as partículas e o mundo mas não desligando a física delas. Logo mantém o cara completamente unido (apesar que uma buzina com o poder do Dr Manhatan seria muito f*&%).

Enfim. É isso gente. Espero ter ajudado a divagar sobre esta fabulosa arma! Lembrando que isto é um exercício mental. Logo, crie suas próprias teorias e comente aí embaixo! Também envie sugestões para futuras análises!

Até o próximo X-Ciência!



AUTOR: Marcelo
Marcelo é formado em Física pela USP, mestre em astrofísica, nas horas vagas está terminando seu doutorado em Astronomia e nas horas mais vagas escreve para o Provollone.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s