Wargames no cenário brasileiro: open de Infinity e outras descobertas incríveis

Confesso que quando me chamaram pra cobrir o primeiro campeonato brasileiro oficial de wargames, o Infinity Brasil Open, meu único pensamento foi de ah, bora lá que vai ser legal! É que nem outros boardgames, não? E te digo que nunca fiquei tão feliz de estar enganado:

IMGA0005

Um dos cenários da competição

Bom, não estava tãaaao enganado assim, perdão pelo clickbait. Muito da esfera dos jogos de guerra tangencia os outros jogos: o uso de tabuleiro sendo o mais óbvio, mas certos títulos podem apresentar mecânicas e práticas de design familiares ao público menos belicoso, como o uso de dados, cartas, turnos, grids ou peões. Porém, é inegável que wargames possuem características únicas que não são encontradas em outros boardgames, conferindo mecânicas, lançamentos e campeonatos próprios do nicho. Isso confere ao círculo jogos verdadeiramente desafiadores e interessantes, ao preço de uma certa segregação, pois nem todo boardgamer também é wargamer, assim como estes nem sempre exploram o resto do universo dos tabuleiros.

imga0044-e1508723599733.jpg

Checando fichas e regras;

O bom (e o ruim) de wargames se dão na sua complexidade: jogadores são besuntados de customização e escolhas, com muitas mecânicas incentivando a exploração das combinações de tropas, armas e habilidades, o que é bom; mas todas essas opções exigem um bom domínio das regras e desaceleram o desenrolar do jogo. Jogos recentes como o Infinity, já na sua 3a edição, contornam isso com listas bem dividas e de fácil consulta, regras simples de se checar e uniformização de valores como distância. Wargames, portanto, apresentam muito potencial para diversão, apesar de assustarem quem não conhece; complexo não significa complicado (por mais que GURPS insista o contrário). Durante todo o  campeonato eu vi jogadores pararem o tempo todo pra medir distâncias e conferir regras; mesmo assim as partidas terminavam em 2 horas. Considerando o que representa, uma partida inteira de Infinity equivale a apenas um ataque do jogo War, o que pode soar específico demais ou desnecessário; entretanto, os objetivos são diferentes, com war passando a experiência de liderar uma nação e com Infinity, uma tropa de elite numa missão arriscada. Sendo ambas experiências super válidas, eu aposto minha ficha em testar o que você gosta, sem medo. Naturalmente cada um vai preferir um estilo de jogo, importante mesmo é não deixar de divertir por preconceito.

IMGA0046

Duas ou três páginas listam de maneira rápida e fácil a toda a tropa de um jogador de Infinity

IMGA0022

Muitos jogadores colam areia na base das miniaturas, para aumentar o realismo

Dito isso, wargames podem ser comparados à Magic: The Gathering de certa forma – assim como magic, as partidas são rápidas e divertidas, testando sua reação e domínio das regras. Porém, assim como magic, antes da partida é preciso investir tempo aprendendo e dinheiro comprando as peças certas pro seu estilo de jogo. Mas diferente de MTG e na verdade de todo  resto é a pintura de cenários e miniaturas! Logo de cara o que me puxou a atenção foi a beleza do negócio, pois é muito bem feito, lindamente pintado e cheio de detalhes. Na verdade, uma parte imensa do hobby gira em torno de tal pintura, com todos os jogadores investindo em pintar suas tropas em cores vivas e combinando. E isso é altamente estimulado e valorizado: uma das pontuações mais importantes do campeonato foi a de pintura de miniaturas! Esta cultura torna o hobby lindo e único, porém aumenta o custo e o tempo investido, afastando potenciais jogadores. Não é surpresa que o número de jogadores não passe de 100 no Brasil inteiro! Mas não precisa de desesperar, pois atualmente vem crescendo os grupos e lojas voltadas ao hobby nas terras de Tupã!

IMGA0019IMGA0029

IMGA0023

Diversas miniaturas, pintadas com acrílico especial

Ao ser chamado pra cobrir o evento, fiquei muito feliz em descobrir duas entidades que tem ajudado à causa: a galera do Clube Paulista de Wargame, sediado no largo da batata, e da loja GAME VAULT, lá pras terras da Chácara Inglesa. Nem sabia que existiam e ambos me conquistaram instantaneamente!

 

1097938_440789869369329_1327542821_n.jpgO CPW nasceu em 2012, quando alguns jogadores se juntaram em busca de um local mais acessível pra todos jogarem, e nesses 5 anos de sucesso cresceu de 9 pra 20 membros ativos. O clube possui um acervo enorme em sede, com cenários e miniaturas (chamadas de “armies”) de jogos como Warhammer 40k, Infinity, e Mordheim,  dentre outros. Os membros ativos pagam uma mensalidade e visitantes podem contribuir com uma pequena taxa simbólica para ajudar a manter e expandir a coleção. Apesar de apenas membros terem a chave, a sede abre ao público e toda semana tem gente jogando, com eventos bem legais aparecendo: semana passada teve a competição de Infinity que eu tanto falo, e dia 4 de novembro terá um dia de visitação ao clube, com mesas abertas pra introduzir interessados ao jogo e às regras. Ao longo do ano ocorrem torneios e campanhas internas, além dos open days e workshops voltados ao hobby. Quem quiser dar uma olhada pode acessar a página deles aqui.

22555263_1689915171029499_3509359062133896348_nO GAME VAULT é bem mais jovem, com só 3 meses de vida, mas já tem uma baita proposta (e uma muito boa execução): é uma casa de jogos analógicos localizada perto do metrô  Praça da Árvore, que não só está aberta a jogadores de todos os gostos como também está lotada; no sábado eles separaram uma sala pro campeonato, mas ao longo da loja haviam mesas de MTG, boardgames diversos e RPG. Uma conversa com os funcionários já mostrou a disposição da casa a acolher e ensinar quaisquer jogadores que tenham interesse e boa vontade, com qualquer um podendo chegar e pedir pra aprender os jogos da loja. Para os interessados aqui tem um belo site e uma página do facebook.

Depois de tanto enrolar, vou terminar falando do campeonato em si: foi uma experiência incrível que eu não estava esperando! Pra começar o jogo em si é maluco: tem umas 10 facções e cada uma possui subtipos com tropas de estilos e estatísticas diferentes. Lembra da customização absurda? Pois é! Além disso o Infinity não possui grids, o que permite um jogo mais flúido porém mais lento, por exigir trenas em todas as jogadas. A partida é divida em posicionar as tropas e jogar, cada etapa com regras distintas. Apesar dos jogadores constantemente medirem distâncias e da quantidade assustadora de contas, checagem de números e dados rodados (por exemplo cada ataque precisava de dois dado por tiro, um pro atacante e um pro defensor; com direito a tiros múltiplos e reação do defensor), o jogo flui bem e as partidas duram por volta de 2 horas. Somando a isso o clima estava ótimo e os jogadores eram parceiros, com todos fazendo piada e se ajudando; ganhando ou perdendo, todo mundo se divertiu! A pontuação levou em conta quantos objetivos atingidos e tropas perdidas cada jogador teve ao longo das 4 partidas, na divisão típica 1º 2º e 3º, mas haviam categorias criativas como jogador mais legal de se jogar contra e exército melhor pintado. Quem conseguisse os melhores resultados entre todas as categorias e pontuação levaria a taça de campeão geral; porém foi consenso que ninguém levaria a taça e ela seria reutilizada no próximo torneio de Infinity, pelo 1o colocado em pontuação abdicar de ganhar também a taça. Lá no final tem uma fotinho que mostra bem as good vibes da galera (e também a colocação se interessar)

Espero que vocês levem lendo o que eu levei vendo: que wargames compõem um hobby incrível e que requer apenas dedicação e vontade pra jogar, pois hoje em dia temos estruturas que facilitam o acesso e o custo para todos os interessados. Um parabéns e obrigado pra organização e jogadores que me acolheu no campeonato e pra você que leu até o final! Bons jogos ❤

IMGA0069.JPG

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s