DA TAVERNA PARA CASA: Que raios jogar?

Sábado à noite, de três a seis amigos ou amigas, uma mesa, talvez comida e com certeza uma dúvida: Que raios jogaremos hoje?

pidgeon

Amigos, bebidas e boas risadas

Existem milhares de respostas para esta pergunta, que no final do dia se resumem aos gostos dos envolvidos; muitos irão pra balada, pro videogame ou pro youtube, por exemplo. Porém, para aqueles que decidirem continuar perto da mesa, proponho aqui como escolher o que jogar:

Como escolher entre, digamos, uma boa sentada de Dungeons & Dragons, Imagem e Ação, Uno, Magic the Gathering ou poker? Vale entender o que separa tais jogos:

unoEm primeiro lugar, poker, assim como porco, Uno, tranca, buraco e tantos outros, são jogos voltados para uma competição rápida e direta. O objetivo aqui é conseguir a melhor jogada na rodada e ganhar (ou evitar perder) alguns tokens como fichas ou pontos. Dessa forma, estes jogos são mais parecidos que diferentes de boardgames e RPGs, e até certo ponto mais matematicalmente complexos, apesar da fama; porém o grande diferencial é o flavour, ou detalhe meramente ilustrativo: estes jogos não apresentam uma história, detalhes ou motivação explícita aos jogadores de por que competir, são apenas um amontoado de regras mecanicamente interessantes (e divertidas)

pkmonbackMagic: the Gathering, Pokémon TCG e os demais chamados card games estão entre poker e boardgame: eles apresentam abundância de flavour, porém sua diferença dos demais jogos de mesa é seu foco, obviamente, em cartas; os eventos e a jogabilidade e tudo gira em torno de colecionar, comprar e trocar cartas, tão atrelado a se jogar de fato as partidas. O maior problema com este tipo de jogo é seu preço elevadíssimo e a dificuldade para se começar a jogar, a mais alta dentre estes jogos

Types+of+Board+GamesBoardgames por outro lado, são muito mais diversificados: eles possuem um tema em torno de suas regras ou até uma narrativa em torno do da partida. Além disso, pode-se fazer um jogo de tabuleiro praticamente com qualquer tema e regras, irônicamente até sem nenhum tabuleiro. Existem aqueles que estimulam o conflito e competição (Detetive, Citadels), aqueles que estimulam a cooperação (Imagem&Ação, Eldritch Horrors) e aqueles que estimulam ambos, incentivando a formação e a destruição de alianças (como Munchkin e o famoso Settlers of Catan). Há quem considere xadrez e gamão bordgames, mas nos pontos considerados eu jogaria eles lá em cima, nos jogos sem flavour.

E por último, a diferença entre boardgames e RPGs é o fim de jogo. Em qualquer caixa de jogos de tabuleiro é explicitado, “para tantos jogadores, x minutos de duração”. Ou seja,  Boardgames são autossuficientes:

dados-rpg

Lindos e prontos pra rolar

você abre a caixa, segue as regras, se diverte, o jogo acaba; foi feito pra isso, sempre alguém atinge x pontos, ou y rodadas se passaram, ou todo mundo morre, etc. Em contrapartida a proposta é RPG ser o mais moldável o possível, feito para se cortar e acoplar regras e temas conforme o necessário, pra durar quanto tempo for divertido para os jogadores. Claro, existem sistemas e sistemas, jogadores e jogadores, mas geralmente pode-se esperar esta fluidez de uma mesa de RPG.

 

Em suma, tudo é divertido, basta escolher o que mais lhes apetece. Bom jogo a todos ❤

Por Rafael

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s