X-CIÊNCIA – Flash pode subir as paredes?

Yay! Hoje assiti o episódio 5 da primeira temporada do seriado do Flash (sim, estou muito atrasado!) e me inspirei, Barry Allen tem que salvar um civil que está caindo de um prédio. Aí ele liga para sua equipe e pergunta “Qual a velocidade que eu preciso atingir para subir a parede de um prédio?”. Infelizmente eles não tem tempo de calcular… mas eu tenho!

Então não deixarei vocês com essa dúvida! Vamos lá! Correndo!

– Todos os cálculos a seguir são apenas aproximações.
– Usaremos apenas física básica para maior facilidade de compreensão.
– Os valores de incerteza são calculados de modo estatístico por propagação.  
– Não tente isso em casa, esses cálculos são feitos por profissionais.


Estava discuntindo este assunto com a galere, e ele é mais complicado do que pensei, na verdade ainda tenho certas dúvidas sobre o princípio. Mas vamos ver o que eu consigo fazer.

Bão! Barry diz que precisa subir uns 50m, mas antes de pensarmos vamos visualizar o que é necessário para escalar paredes além de ser mordido por aranhas radioativas. Vou explicar um pouco o conceito para que vocês possam entender a idéia.

Na verdade, se você conseguir atrito, você pode correr em qualquer velocidade. Maaas, o problema é que você não tem atrito ao correr pela parede!

Acontece que, se imaginarmos apenas o pé do Flash (que deve ter um enorme chulé) teremos a seguinte situação: a força peso puxando o herói para baixo, a força de atrito  que é a força que empurra para cima e a força normal que é perpendicular com a parede.  Contudo, o atrito depende desta força normal, que caso olhem na animação ao lado, devido a posição do pé (escalando a parede) é zero. Logo, não há como escalar uma parede assim.
Mas aí você irá perguntar como aqueles ninjas ou mesmo artistas circenses conseguem subir uma parede?

 

 

Simples! Ele se “joga” na parede, exercendo uma força nela, que devolve esta força como normal. E com isso ele obtém o atrito necessário para continuar subindo.
O problema seria o seguinte, conforme você sobe a parede você exerce uma força nela, mas se a força for grande demais a parede lhe devolverá esta força, que pode fazer você descolar da parede!

Vamos para a contaiada! Para isso vou separar em 2 momentos, subindo a parede e antes de subir a parede.

SUBINDO A PAREDE


Vamos pensar assim, segundo a database da DC, Barry tem 88kg, isso quer dizer que ele tem um peso de aproximadamente P=862.4N. Sabemos que ele sobe, logo, no sentido vertical temos a seguinte equação:

E para isto dar certo, a força de atrito deve ser maior que seu peso. Como a força de atrito é F=μN, nós temos:

Que  considerando um atrito cinético entre borracha e concreto (vamos facilitar e pensar que ele correu pela parede do prédio) como sendo μ=0,7. Logo, temos que N>1232 Newtons!

Ou seja, para permanecer na parede, Flash deve exercer uma força acima desta logo que começa o movimento.

ANTES DA SUBIDA


Então tá, devemos chegar nesta força, e para isso qual a velocidade que devemos alcancar?

Ou seja, para tal, Barry deve chegar estar com a aceleração antes da subida, que com o peso de 88kg teremos 14 m/s². Se ele correu 1s antes de começar a subida, teremos que ele chaga com 14 m/s, ou seja, cerca 50,4 km/h que nem é muito se você for pensar! Mas ganharia do Bolt!

Conclusão: Existem inúmeros problemas durante a subida, pois ele deve manter esta força contra a parede constante, e isso é complicado pois ele está correndo, então um pé deve expressar esta força enquanto o outro está no ar, e quando o primeiro não tocar mais a parede o segundo pé deve estar em contato, e assim vai. Além disso, sua velocidade deve sempre subir, ele deve correr cada vez mais rápido, mantendo a aceleração. Caso ele precisasse subir o Empire State ele deve chegar ao final do prédio com mais de 370 km/h. Além disso, ele não deve retirar seu centro de massa de perto do prédio, e sempre forçando suas passadas para cima e não para trás, senão ele seria empurrado para longe do prédio! Outra coisa é que ele subiu no vidro, logo, precisaria de mais atrito, e esta força contra o vidro poderia quebrá-lo (me lembrou o motoqueiro fantasma). Isso sem contar a descida, que foi mesmo citada no episódio como sendo problemática.

Logo, o que eu concluo, que não é a velocidade o fator limitante e sim a técnica. E para animar, eu lembrei da cena do Motoqueiro Fantasma subindo as paredes bem melhor que a do Flash (e olha que eu prefiro o Flash). Antes que você pergunte como ele sobe, bem, ele tem chamas aderentes… como? Fica para outro X-Ciência.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s