O Chamado de Cthulhu

A maioria dos true nerds e fãs do terror já devem ter ouvido os nomes Necronomicon ou Cthulhu, agora, nem todos sabem que a origem destes não é o a música ou o cinema, mas a literatura.

 

O criador deste nomes foi um maluco Howard Phillips Lovecraft (H. P. Lovecraft), que na época pós vitoriana e auge dos gângsters da década de 20, publicou seus primeiros contos (Dagon) na Weird Tales, revista americana de horror da época em que as mídias vigentes eram o rádio e os jornais em um mundo que começa a se unir pelos meios de comunicação, mas cada individuo continua isolado sem saber o que ocorre verdadeiramente no grande mundo. As ruas continuam mal iluminadas por lâmpadas a gás que criam uma atmosfera perfeita para o terror, com sombras bruxuleantes deixando cada noite á mercê das forças do oculto.

O cenário em que qualquer um pode ser uma vítima na esquina da noite é uma fascinação que já existia em livros como os contos de Sherlock Holmes mas Lovecraft adciona com um teor mais negro puxando para as obras de Alan Poe, aproveitando clima de mistério e novas descobertas surgindo na época de um mundo em constante expansão como Dagon, inspirado no recentemente “descoberto” povo-peixe e deus sumério de mesmo nome.

Lovecraft criou o chamado “Terror Cósmico” onde a vida no universo é incompreensível e hostil ao ser humano, e a humanidade e seus feitos são irrelevantes ante à grandeza do universo em que os antigos (Old Ones) vieram das estrelas aeons antes do primeiro homem respirar o primeiro sopro de vida.

O seu trabalho mais conhecido é o Chamado de Cthulhu (The Call of Cthulhu), onde o protagonista vai aprendendo sobre os antigos através de registro do seu tio que morreu de algum mal súbto e inexplicado. O protagonista aprende sobre os antigos e seu sacerdore supremo, Cthulhu ( Cu-Tu-Lu ), que garantiu o descanso dos antigos na cidade submersa de R’lyeh até que as estrelas estejam corretas novamente e estes possam acordar.

Para acordar, os antigos precisam apenas que os mortais deem inicio ao processo, e par tal, se comunicam com eles através de pesadelos que enlouquecem aqueles que tomam conhecimento de Cthulhu e as verdades do universo, pesadelos estes que o próprio Lovecraft afirmava ter, sendo sua obra apenas uma transcrição da realidade que realmente existe por detrás das cortinas do universo.

Lovecraft fez mais do que criar contos e personagens, mas criou o “Cthulhu Mythos”, uma coleção de contos que se passam no mesmo universo, onde o ser humano deveria ter medo, ter muito medo.

O conhecimento da existência de Cthulhu e dos antigos se da através daqueles que os cultuam para que no dia do despertar sejam presenteados com conhecimento do universo e de novas maneiras de matar e sentir prazer.

 Dentre pontos interessantes, temos a existência do Necronomicon (Al Azif), livro contendo os segredos do universo e o caminho para se comunicar com e despertar as entidades e ser enlouquecido por elas, livro este que apesar de ser o fictício livro dos mortos, foi declarado por Lovecraft como tendo realmente existido e ter sido banido pelo papa Gregório IX, fazendo com que alguns autores até mesmo criassem uma versão dizendo ser o livro original que teria sido utilizado  para a criação do Al Azif.

Lovecraft não apenas criou seus mitos, mas influênciou muitos quadrinhos como algumas passagens de Conan, cujo escritor era seu amigo, Martin Mystère, Neonomiconm e Soul Eater, bem como filmes como “A morte do demônio” onde o Necronomicon é recitado, músicas e games diversos, incluindo Doom, Quake, Prisioner of Ice e Call of Cthulhu (RPG e Eletrônico), e até mesmo um filme independente feito em 2005

 

Lovecraft inspirou muitos e ajudou a ambientar um mundo que hoje parece mais e mais distante, um mundo onde a ciência anda engatinha ao tentar explicar os mistérios do mundo, e onde os mistérios se revelam em forma de perguntas, sombras e horror, onde entender a verdade significa perder-se na loucura de pesquisa-la.

Se você ainda não conhece, vá ler, assistir e jogar até enlouquecer.

Links:

RPG Call of Cthulhu

Obra completa em couro

Obra completa para Kindle

Call of Cthulhu Game

AUTOR: DarthJee
DarthJee é formado em Analise de Sistemas, programador, nerd e gamer (e agora alémão), nas poucas horas vagas que encontra escreve para o Provollone.

Referências:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s