X-CIÊNCIA – Como funcionam os poderes de Gyodai?

E aí gente batuta!

Sejam bem vindos ao X-Ciência!

Em nossa última coluna recebemos muitos elogios, um deles de um amigo: Antonio Abel! Além de elogiar muito, Antonio fez um pedido, um X-Ciência sobre Super Sentai. Como aqui quem manda são vocês, lá fui eu pesquisar. Fora que estamos numa fase super sentai por causa do novo filme dos Power Rangers

CHANGEMAN!

Super Sentai é uma franquia japonesa de séries de televisão voltadas para o público adulto e infanto-juvenil. A premissa básica das séries é a de um grupo (geralmente cinco) de heróis que ganham poderes especiais, usam roupas de uma determinada cor (geralmente o líder é vermelho), e possuem um arsenal maluco, incluindo mechas (robôs gigantes) para combater ameaças alienígenas ou vindas da própria Terra. O termo japonês sentai, de origem militar, significa “esquadrão” e, em japonês, sua escrita é composta por dois ideogramas:”sen” (guerra) e “tai” (grupo).

Relembrando meus Sentais favoritos da extinta TV Manchete (Changeman, Flashman, Maskman, etc) vi como eles brincam com a física, declarando fenômenos físicos (“Refração Flash!”) ou criando explicações para poderes e armas. E aqui peço desculpas para nosso leitor Antonio, pois não queria falar sobre especificamente do Super Sentai, mas sim de uma criatura.

 Miseráveis! Gyodai, pegue-os!”

 – Comandante Giluke

Durante a época de ouro da Manchete, onde os Super Sentais não eram conhecidos como “Power Rangers”, seus episódios eram quase como um enlatado. No começo tínhamos o surgimento de um monstro, posteriormente sua morte, e por fim sua ressuscitação em forma gigante. Para enfrentá-lo, os heróis convocavam seu Robô Gigante! Mas o interessante é como os monstros cresciam e tornavam-se gigantes.

Aí que entra o fabuloso Gyodai!!! O protótipo do pokemon (pois a única coisa que sabia falar era seu próprio nome).  Gyodai (personagem de Changeman) era convocado quando o vilão já havia perecido e com sua rajada ocular ressuscitava o morto em proporções titânicas!! Mas qual seriam as hipóteses deste poder? De onde vinha tal força? Por que só Gyodai podia fazer isso? Vamos tentar entender tudo neste X-Ciência!! Aliás, é capaz que muitos mais novos não entendam nada do que eu estou falando, mas acompanhem e vejam os primórdios dos Power Rangers.

Gyodai-dai-dai-daaaai

COMO ELE CRIA O MONSTRO GIGANTE?

Primeiro precisamos pensar como é criado o corpo gigante. Penso em 2 possibilidades.

– Crescimento “Natural”: Cada parte do monstro cresceria indefinidamente. Seria algo como se Gyodai apenas colocasse algo que estimulasse enormemente a produção de hormônios no corpo, principalmente o hormônio GH que regula o crescimento. Contudo para uma pessoa adulta (com a cartilagem já fechada) o aumento deste hormônio é inútil. Quando este hormônio se apresenta em excesso temos a doença chamada gigantismo. Isso gera um crescimento não proporcional (principalmente nos braços e pernas). Lembra os Titãs de Attack on Titan, sempre deformados, com cabeças enormes e corpos pequenos. Essa teoria seria bem complicada, poderia gerar muita dor, e crescer indefinidamente  pode acabar causando a falência dos órgãos. Hank Pym sempre discute sobre seu limite de crescimento. Talvez a idéia seja a criação de células aumentando o volume.

– Materialização de Massa: A segunda possibilidade é a criação de um corpo em torno do corpo antigo, no estilo do já citado Attack on Titan. Simplesmente se transforma energia do ambiente em massa, surgindo um corpo praticamente do nada. O único problema é: precisa-se de muuuita, mas muita energia. Pensando simplesmente na velha equação do Seu Einsten (E=mc²) teremos que gastar mais de 71 mil kcal para um simples quilo. Ou seja, para repor a energia de um crescimento, Gyodai precisaria comer mais de 140 PFs (pratos feitos). Não me admiro dele sempre estar cansado depois do crescimento.

Consideramos que os Mechas Super Sentai podem chegar a 40 m de altura (maiores que um prédio de 15 andares aproximadamente). Acredito que um peso de um monstro deve ser equivalente ao de um prédio de mesmo tamanho, o que daria algo como 5 mil toneladas (talvez Change Robô pese mais por se tratar de material mais denso). Algo com esse peso seria necessário mais PFs que uma cidade poderia comer… mais de 10¹⁴ calorias!! Energia demais… seria o equivalente a uma explosão de 1000000 toneladas de TNT.

A segunda teoria é a que mais me agrada, mas esbarra no porém da alta energia. É sempre visto que Gyodai se cansa a cada “crescimento”, isso mostra que o processo tira energia dele, mas… 10¹⁴ calorias??? Então de onde o Gyodai tira tanta energia?

Para resolver essa questão podemos apelar para o Flash… como sempre. A única explicação para Flash andar mais rápido que a luz é que de alguma forma ele usa as leis da física de outra dimensão, extraindo energia da mesma. Então se acomode e escute minha proposta… e se… quando Gyodai dispara suas rajadas ele não está apenas abrindo um portal para outra dimensão e deixando que a energia em excesso escorra para nosso mundo e cresça o monstro?

Assim, o cansaço sempre visto em Gyodai pode ser devido ao esforço para se abrir um portal. Engraçado pensarmos no olho como portal, quase poético. Outra possibilidade é que Gyodai abre um buraco de minhoca buscando energia de um outro local do espaço-tempo.

Só para lembrar, Gyodai não é o único “monstro crescedor”. Em vários Super Sentais tivemos exemplos interessantes.

 

Acreditamos que Okelamp e Guardnoide possuam o mesmo princípio que Gyodai, seus raios abrem um portal dimensional. Mas Medusan mostra uma característica muito interessante, uma perda visível de massa corpórea!

Quando a coisa ficava preta, Medusan era chamado, seu tamanho gigantesco sempre assustava os Flashman (mesmo tendo visto a criatura durante todos os episódios). Após ressuscitar e transformar o monstro num gigante, Medusan encolhia, quase do tamanho de um pequeno animal, para voltar no próximo episódio gigante novamente. Repare, Medusan surgia de um portal, com seu tamanho gigantesco, estando ela em alguma dimensão diferente absorvendo energia e aumentando sua massa. Posteriormente ela gasta essa energia (perdendo massa) transferindo para o monstro, e encolhendo. Incrível a preocupação com os roteiristas em mostrar que o “crescimento” não é um processo simples, e demanda gasto e energia.

E a discussão não para aí. Qual o poder de uma Change-Bazuca? Como funciona a transformação dos Super Sentais? As coreografias faziam parte dela?

Inúmeras dúvidas e muitas coisas para se discutir, vamos deixar para outro X-Ciência. Por enquanto, vamos ouvir uma palavra de sabedoria do grande poeta:

Gyodai-dai-dai-daaaaai!”

– Gyodai

PS: Não posso deixar de citar o episódio mais incrível de Changeman, “A Fuga de Gyodai“. Gyodai está com uma crise de solisão, vive olhando para seu reflexo na água e achando que se trata de um amigo. Os Changemans, comovidos pela situação, se fantasiam de Gyodai e promovem a amizade do monstro, que fica feliz por não estar sozinho no mundo. 

Changeman fantasiados de Gyodai… com o Gyodai!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s