[Resenha] Bela e a Fera (SEM SPOILERS)

Esta semana teremos a estréia de Bela e a Fera nos cinemas nacionais. A equipe Provollone invadiu o cinema e conseguiu de antemão assistir essa nova obra da Disney. Confira nossa humilde opinião sobre o assunto! Ah, antes que eu me esqueça: NÂO CONTÉM SPOILERS.

Tenho muitos problemas com musicais, não me sinto confortável assistindo pessoas que parecem passar o dia bolando músicas para suas atividades mundanas. E não, Bela e a Fera não foi diferente. Algumas cenas trazem músicas divertidas e cheias de coreografias incríveis (que definitivamente não é meu forte já que possuo o traquejo de uma lata de refrigerante na avenida quando danço). Então, minha primeira premissa é: se você gosta de dança e musicais ao velho estilo raiz da Disney, vai adorar.

Se está procurando uma cópia fiel da animação, a resposta é NÃO. E nem se trata de uma tentativa de superar ou igualar ambas as mídias. A própria fotografia, que na animação percorre o castelo e no live action nos mantém protagonistas, mostra que os sentimentos e deslumbramentos buscados são outros.

Fábulas Esquecidas


Agora gostaria de falar sobre o filme em si, mas é um complicado, pois se trata de uma re-adaptação de uma re-adapatação de uma fábula francesa. Estamos passando por uma nova geração que é mais ágil, não conhece as fábulas clássicas, não entende como cantar “Alecrim Dourado”, não sabe a expressão “Vou assoprar até derrubar”, crianças que não sentam com avós para ouvir histórias e avós que não querem se passar por velhos contando histórinhas.

Atualmente passamos por uma fase muito legal sobre a constante temática de repúdio ao machismo. É compllicado para a Disney trazer a tona suas personagens clássicas da linha das PRINCESAS DISNEY (minha favorita ainda é a Léia), todas salvas por príncipes elegantes, e todas terminando com um casamento. A personagem mais fora dos padrões nesta linha (atualmente) acredito ser Elsa de “Frozen“.

Com isso em mente a Disney trouxe o primeiro Live Action baseado na animação de uma de suas princesas que não foi salva por príncipe, Bela. A atriz, Emma Watson (que é impossível dissociar da imagem de Hermione), trabalhou engajada na obra e quase recusou o papel. O motivo seria a possibilidade do conto se tratar de uma Síndrome de Estolcomo, complexo de apego no qual uma vítima em cativeiro pode acabar desenvolvendo por seu sequestrador. Após estudar sobre o assunto ela acreditou que não era o caso de Bela, por ela discordar muitas vezes da Fera e pela emoção que surge apenas com a mudança do monstro.

Outro fato importante e que fez a atriz Emma Watson aceitar o papel (que aliás ela recusou em Cinderela), foi a nova roupagem de Bela, que se tornou mais que uma simples donzela. Nesta versão ela segue os passos de inventor do pai e cria até uma máquina de lavar. Além disso, possui a grande meta de ajudar as mulheres de sua vila livrando-as do trabalho doméstico para que possam estudar e assim se tornarem mais representativas. É ótimo saber que algumas fábulas também cresceram.

Coadjuvantes Encantados


Se você se lembra da animação vai lembrar dos objetos encantados que permeavam o filme. Na animação eles chegam a roubar a cena. Em minha opinião, o castiçal Luminere (Ewan Mcgregor) brilhou grandemente (com perdão do trocadilho imbecil). Claro que seu “escada” Horloge (interpretado pelo mestre Ian Mckellen) era um grande fator na equação de diálogos.

Mas o que me botou para parar e pensar um pouco sobre o filme (se vocês me permitirem), foi… Quanto tempo real a Fera ficou presa em sua forma de Fera? Bom isto é coisa para se discutir em um X-Ciência.

 

 

 

Parecer final…

  • Não assista a animação e corra para assistir o filme, isto poderá gerar um fator comparativo ruim que não é condizente com a obra. A Fera está claramente ser mais diferente do que a da animação com um aspecto que lembra o Fauno de “O Labirinto do Fauno”.
  • Você não terá grandes surpresas, praticamente não há spoilers no filme. Não consigo dizer se isso é bom ou ruim, mas a fala final de Bela referente ao visual do príncipe me fez gargalhar alto.
  • Você verá uma Disney clássica tentando atualizar suas velhas histórias, mesmo assim será uma disney clássica. Gostaria muito de ver as reações que as crianças terão, mas só posso imaginar.
  • Divirta-se e não esqueça de tentar achar visualisar mais as cenas de fundo durante as danças (são muito mais divertidas).

Bom filme.

 

Ah, vou deixar um micro spoiler:

Não seria muito incrível se ao final a Fera não voltasse ao normal? Eles simplesmente se apaixonassem e se aceitassem como são. Sou ruim de torcer para este final no maior estilo SHREK?

 

 

 

 

Referência

http://www.mdemulher.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s