X-Ciência – Como funcionam os poderes do Homem-Formiga?

E aí, gente batuta! Com Guerra Civil ainda bombando era óbvio que precisávamos de um incrível X-Ciência sobre o herói com a menor participação no filme da Marvel (ou seria a maior também?)!  Se vocês quiserem conhecer mais do herói não deixe de ver a coluna do sr. Delli, na qual ele contou toda a história do diminuto Vingador. Na verdade prefiro Hank Pym ao Scott Lang… mas, enfim…
Vamos discutir a gama de poderes do Homem-Formiga! Seus principais poderes são 2. Veja nossas teorias:

Controlar Formigas

ant-mans_helmet_0001Sim, eu escrevi controlar e não comunicar. Dizer “comunicar” é um eufemismo, na verdade as formigas não possuem uma linguagem; elas se comunicam, mas não tem uma língua como a nossa. Pequenas informações podem ser passadas de uma para outra, porém uma formiga não aparece e diz “E aí, John? Como está o trabalho?”, para a outra responder “Está bem, mas só a gente trabalha e o maldito governo da rainha fica lá de boa…”. Não, isso não acontece. Este poder é similar ao do Aquaman, só que para pequenos insetos. Atualmente (Novos 52), o Aquaman declarou que não “conversa” e sim manipula mentalmente os peixes para que o obedeçam, sacou? Então vamos por partes…
Teoria: O culpado por este poder é o famoso capacete de Hank, que possui inúmeras habilidades e uma delas é a “comunicação” com formigas. Os nerds mais fanáticos vão lembrar de uma edição na qual Amadeus Cho questiona se o capacete emitia aromas para influenciar as formigas (já que é um dos métodos de comunicação delas). Bem, quem pesquisar vai encontrar um texto muito legal do site MegaCurioso, o qual informa que foi comprovado que as formigas se comunicam com sinais e recepções simples, de forma bem parecida com a nossa internet. Minha teoria é que o capacete de Hank induz a formiga a acreditar que está recebendo uma informação e obedece como um cargo necessário. Esse efeito pode ser feito por meio de radiação sobre os insetos, alterando suas percepções. É como se ele pudesse ler a mente da formiga e entender o que se passa nela, podendo puxar as cordas corretas para mudar o que quiser. Interessante que isso permite também que ele leia as informações dentro do cérebro de seus colegas de 6 pernas, entendendo suas percepções. Quase uma telepatia.
ant-mans_helmet
Alterar o comportamento ou ações de outros seres vivos não é tão impossível. Existem parasitas que alteram o comportamento de outros animais, como quando ratos são encorajados a se aproximar de gatos para que o parasita possa também infectá-los. Experimentos com campos magnéticos em lagostas fazem que elas ajam quase como que bússolas vivas, mostraram que é possível direcioná-las como um carrinho de controle remoto.
E por que formigas? Por que não outra coisa mais útil? Bem, existem alguns fatores que podem ser considerados. O primeiro é que o modo de comunicação delas é único, talvez similar apenas a outros insetos que vivem em comunidade (abelhas e cupins). Outro fator é que seu capacete deve ser apto apenas para o controle de mentes simples ou que já sejam naturalmente subservientes (no caso, à rainha).
Enfim, controlar formigas não é lá muito maneiro (peixes também não), mas não parece um poder totalmente irreal para a ciência.

 Diminuir de Tamanho

ant-man_growingAgora vamos para o maior problema: como ele encolhe ou cresce? Isso é bem complicado de se explicar. Átomos não encolhem, eles podem se alinhar, porém encolher é improvável.
Teoria: Hank e Scott encolhem graças a um composto raro que Pym denominou como Partículas Pym. No filme vemos que Scott mantém sua força mesmo estando diminuto (isso sim é bizarro). Achei um site bacana no qual um físico tenta entender isso (o link está nas referências). Bom, manter a força quando se encolhe é bem complicado e poderia significar que ele mantém sua massa constante ou sua densidade constante ao encolher.
Massa constante: segundo a Marvel, Scott possui 1,80 m e 86 kg. Caso ele encolha para uns 1,8 cm e mantenha sua massa, resultaria em algo por volta de  30 x 10⁶ N/m² de pressão sendo exercida no solo. Ou seja, mais de 300 kg por cm². O mundo se tornaria de papel machê para ele, que facilmente destruiria tudo ao seu redor.henry_pym_earth-616_shrinking_for_the_first_time

Densidade constante: podemos assumir a densidade de uma pessoa bem próxima da água (1.000 kg/m³). Isso quer dizer que caso ele encolha para 1,8 cm, deverá pesar ~5g (bem mais coerente). Portanto acredito que seja mais viável a teoria de densidade constante.Contudo, como ele invoca a força extraordinária? E se ele perde 85,995 kg no processo, para onde isso tudo vai? Bom, para isso tenho 2 teorias:

Teoria 1:

A princípio pensei na possibilidade de uma reconstrução corpórea. Uma possibilidade é a destruição de seu corpo,ant-man_shinking como em um teleporte, e sua reconstrução em menor escala. Sim, a energia que isso geraria seria absurda. Os quase 86 kg perdidos poderiam criar mais de 10¹⁸Joules de energia! Para você ter uma ideia, isso representa mais energia do que a de uma bomba atômica e quase metade da energia de uma supernova explodindo. A solução seria essa energia ser absorvida pela partícula Pym, seja ela o que for. Mas e aí? E o que a partícula faria com essa energia? Nada, apenas a manteria, pois ela gastaria o equivalente para devolver o tamanho original de Scott. Talvez ele usasse a própria energia excedente para criar uma força fantástica. O que poderia causar um problema, deixando-o ficar sem energia para crescer.

Uma possibilidade é que sua força venha da radiação gerada pela partícula Pym (lembrando que nos quadrinhos essa força extraordinária é omitida ora sim, ora não). Uma coisa interessante é que no universo Ultimate essas partículas foram causadoras de transtornos mentais em Pym, coisa que o Léo discutiu em sua porcaria de coluna.

Teoria 2:

Como eu disse antes, o físico Rhett Allain ofereceu uma teoria que, para mim, é a mais promissora e resolveria todos os problemas discutidos anteriormente. É muito simples: ELE NÃO ENCOLHE! Doido, não? O que acontece é que Scott/Pym pulam para outra dimensão, mas ainda são vistos na nossa, porém nossa percepção desta dimensão faz parecer que ele seja pequeno. Como se sua presença em nosso mundo fosse de apenas um avatar miniaturizado, podendo interagir com tudo normalmente… o quê? Não entendeu nada? O senhor Allain explicou o passo a passo. Vamos supor um universo 1D onde temos o Homem-Formiga representado por um círculo com seu tamanho batuta de sempre ocupando um espaço (eixo x) nesta dimensão:sketches_spring_2015_key4

 

Considere Scott a bola.

Por fim, quando ele encolhe, acaba pulando para outra dimensão e o eixo x acompanha esse pulo. Logo, a percepção de espaço que ele ocupará será menor:sketches_spring_2015_key3

E, assim, temos um Homem-Formiga minúsculo, porém com a mesma força que seu tamanho original! Parabéns Allain, impossível uma teoria melhor!

 

Conclusão:
Atualmente nos quadrinhos é dito que Hank Pym é o equivalente do Dr. Estranho para a ciência (ou seja, o cientista supremo). Muita gente é contra, afinal, num mundo com Reed Richard e Tony Stark parece que não há espaço para alguém assim. Bem, Pym criou 2 tecnologias absurdas com capacidades incríveis. Creio que a dificuldade de entender como funciona a Partícula Pym é muito maior do que a de uma armadura. Nunca gostei de Pym (e muito menos de Scott), contudo, temos que aceitar, o cara é genial.scott_lang_earth-199999_004

 

Ataquem formigas, destruam aquele piquenique!


Referências:
Anúncios

Um comentário sobre “X-Ciência – Como funcionam os poderes do Homem-Formiga?

  1. Pingback: X-Ciência – Como funciona a Pokebola? |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s